Header Ads

CMCG

Procurador do Ministério Público de Contas dá parecer pela reprovação das contas de 2017 do prefeito de Alagoa Nova/PB


Nas próximas semanas as contas do prefeito de Alagoa Nova do exercício de 2017 serão julgadas, mas o parecer técnico já pede sua reprovação. 
Segundo a auditoria, o prefeito Aquino praticou várias condutas ilícitas incompatíveis com a boa gestão pública, dentre outras: 
  • Déficit orçamentário de 2,5 milhões de reais;
  • Contratação de pessoal acima do limite de responsabilidade fiscal;
  • Ausência do princípio da transparência (inexistência de site oficial da prefeitura);
  • indícios de superfaturamento do São João 2017: através de denúncia se notou superfaturamento de pagamento da Banda Karkará. 
Na própria recomendação, a auditoria ainda pede que o prefeito devolva 14 mil reais aos cofres públicos frutos do superfaturamento se contratação de banda além de sanção de 30% em cima do salário anual do prefeito. 
A recomendação pela reprovação das contas de Aquino comprova que as denúncias realizadas por vereadores de oposição durante o ano passado tem materialidade e veracidade, tendo a cidade sofrido com a falta de serviços essenciais, como médicos, remédios, assistência social e merenda escolar.
Confira a decisão na íntegra:












BlogdeMarcioRangel

Nenhum comentário