Header Ads

CMCG

Dados do Sagres mostra que em três meses, Panta onerou folha de pessoal de Santa Rita em R$ 200 mil


O prefeito do município de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa, Emerson Panta, está sendo acusado pelo Ministério Público de ter onerado  a folha de pagamento do pessoal de março a julho deste ano em R$ 204. 972,40,  com contratações de  excepcional interesse público, aumentando o quadro desse pessoal em 35 por cento.

De acordo com informações colhidas no Sagres,  sistema de prestação de contas eletrônica dos municípios junto ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE/PB), o prefeito Panta em março deste ano gastou R$ 579.571,00 na contratação de 435 servidores para serviços de excepcional interesse público.
Segundo os dados do Sagres, de janeiro a junho deste ano, o prefeito Panta vem aumentando gradativamente o número de servidores por excepcional interesse público. Em janeiro ele tinha  332 servidores, pagando o valor de R$ 447,136,00. Em fevereiro passou para 361, custando ao erário R$ 484.592,00. Em março foram gastos R$ 579.571,00 na contratação de 435 servidores. Em abril o valor pago a 472 servidores excepcionais foi de R$ 6262.061,50. No mês de maio, a prefeitura santarritense desembolsou  R$ 728.912,15 no pagamento de 552 servidores. E em junho, último mês que a prefeitura enviou os dados para o Sagres do TCE, foi de R$ 784.543,95 no pagamento de 587 novos servidores excepcionais.
Caso o prefeito Panta continue nessa pisada, sem aumentar o número de contratados de forma excepcional, a folha terá um impacto anual de R$ 2.459.668,80 (dois milhões, quatrocentos e cinquenta e nove mil, seiscentos e sessenta e oito reais e oitenta centavos), apenas com essas contratações excepcionais.

Nenhum comentário