Header Ads

CMCG

Servidores ocupam Câmara de Campina Grande e fazem protesto




Na manhã desta terça-feira, alguns servidores municipais de Campina Grande, liderados pelo Sintab, ocuparam a Câmara de Vereadores para protestar contra uma emenda aprovada pelos parlamentares que, segundo eles, veta o reajuste salarial para quem ganha mais de um salário mínimo. 
Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), Giovanni Freire, caso a emenda não seja vetada pelo prefeito Romero Rodrigues (PSDB), a categoria vai deflagrar greve geral.
“Enviamos ofício ao prefeito comunicando o que houve aqui. Se o projeto não foi sancionado esperamos que ele vete, caso não ocorra isso iremos fazer greve geral, caso o prefeito não vete ou não revogue”, ressaltou em entrevista ao repórter Hiran Barbosa, da rádio 98 FM, de Campina Grande.
Giovanni explicou que a emenda aprovada na Câmara de Vereadores retira o direito dos servidores de receberem, horas extras, insalubridades, quinquênio e qualquer outra vantagem que incida sobre os vencimentos.
O vereador Alexandre do Sindicato alegou que a emenda que trata desse reajuste é uma emenda de bancada e que foi discutida com a Procuradoria-geral do Município. “Do jeito que estava a prefeitura poderia,  no futuro, responder por uma falha jurídica”, acrescentou.

Com informações do Correio

Nenhum comentário