Header Ads

CMCG

Cássio: "A solução para a crise da segurança é para ontem”


O próximo governador da Paraíba está desafiado a enfrentar o problema da segurança pública, que se tornou crônico nos últimos anos, com ondas permanentes de arrombamentos de bancos, roubos, furtos e homicídios. A opinião é do senador Cássio Cunha Lima, pré-candidato à reeleição, que percorre nesta sexta-feira municípios do Sertão do Estado junto com o pré-candidato a governador pelo PV, Lucélio Cartaxo.

“Temos trabalhado no Senado para ajudar o Estado a superar esta onda de insegurança e voltar a olhar para o futuro com esperança. Mas o governo abandonou o problema e precisamos resolver. Junto com Lucélio, vamos enfrentar este desafio”, afirmou Cássio, durante reuniões em Sousa, onde recebeu relatos da situação dramática de abandono da estrutura de segurança na região.

Por falta de investimentos do governo do Estado, há hoje um efetivo de apenas 170 policiais para garantir a segurança de Sousa e mais 13 cidades do Sertão paraibano. “Não é à toa que haja, por exemplo, tantos ataques a agências bancárias, ao comércio e roubo de cargas”, lamentou Cássio. “O problema da Paraíba não é da Polícia, é da falta de Polícia”, acrescenta.

Cássio e Lucélio participam de mais uma maratona de viagens para ouvir a população e as lideranças regionais sobre os desafios que precisam ser enfrentados para que a Paraíba volte a crescer. Em Sousa, identificaram problemas como a falta de médicos e de medicamentos, o que impede a realização de cirurgias eletivas no hospital regional. De lá, seguem para compromissos em Aparecida e São Francisco. No sábado, percorrem outras cidades antes de participar da Plenária “A Paraíba que Queremos”, em Campina Grande.

Nenhum comentário