Header Ads

CMCG

Ex-prefeita Tatiana Lundgren tem prisão revogada




Presa desde uma operação desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba, em parceria com o Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil, que visou o combate à prática de lavagem de dinheiro no Conde, além de outros crimes apontados em inquérito conduzido pelo MPPB, a ex-prefeita de Conde, Tatiana Lundgren, teve sua prisão preventiva revogada e convertida em medidas cautelares pela Justiça.
A decisão foi confirmada nesta quarta-feira (30), pela defesa da gestora que argumentou que novos fatos trazidos com o decorrer das investigações trouxeram mudanças que necessitam de nova análise em relação a presença dos requisitos para prisão preventiva de Tatiana.

“Recebemos essa decisão com a certeza da percepção do bom Direito. A douta magistrada acolheu a nossa tese e aplicou medidas cautelares diversas da prisão que são, no caso em concreto, suficientes a preservação da instrução criminal. Realizaremos as diligências necessárias, para que a decisão seja cumprida de forma imediata”, disse o advogado de Tatiana, Rembrandt Asfora.

Na mesma operação também foi preso o sub-procurador adjunto do município na gestão da prefeita, Francisco Cavalcante Gomes, que já havia sido liberado após acordo de colaboração.

A decisão é da juíza Daniere Ferreira de Souza. No acordo, Tatiana não pode sair da Comarca de Conde sem prévia autorização judicial, vai se recolher em casa no período noturno e a doará cinco cadeiras odontológicas para serem destinadas às unidades básicas de saúde do Centro Especializado Odontológico de Conde, considerando o dano ao erário trazidos nos autos.

Nenhum comentário