Header Ads

Lula diz que não perdoa Moro, mas que vai cumprir mandado de prisão



Em seu primeiro discurso público após ter a prisão decretação, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, neste sábado (7), que não perdoa o juiz federal Sergio Moro, o Ministério Público e a Polícia Federal terem "mentido" sobre ele, mas afirmou que irá acatar ao mandado de prisão expedido pela Justiça Federal.
"Vou atender o mandado deles. E vou atender porque eu quero fazer a transferência de responsabilidade. Eles acham que tudo o que acontece nesse país acontece por minha causa", disse Lula em um discurso de cerca de 55 minutos em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.
Lula teve a prisão decretada na última quinta-feira (5) pelo juiz federal Sergio Moro. O juiz deu a Lula o direito de se entregar na sede da Polícia Federal em Curitiba até às 17h da última sexta-feira (6).
"Eles sabem que a [TV] Globo mentiu quando disse que era meu [o apartamento tríplex]. A PF mentiu quando disse que era meu. O MPF mentiu quando fez a acusação dizendo que era meu. O Moro mentiu quando disse que era meu. Por isso que sou um cidadão indignado. Já fiz muita coisa nos meus 72, mas eu não os perdoo por ter passado para sociedade a ideia de que eu sou um ladrão", afirmou o ex-presidente. 

Nenhum comentário