Header Ads

CMCG

Temer quer escancarar o ensino médio a distância

O governo Temer (MDB) quer permitir que até 40% da carga horária total do ensino médio regular seja realizada a distância. O percentual chegaria a 100% para alunos do EJA (programa de educação para jovens e adultos), informa o jornal Folha de São Paulo.
Aprovada em 2017, resolução que atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio prevê a regulamentação do ensino online.
O texto, segundo o jornal. já teve uma primeira discussão no CNE (Conselho Nacional de Educação). Os defensores da proposta no órgão afirmam que ela visa permitir a experimentação de novos recursos na educação.
Especialistas, porém, temem a precarização do ensino médio nas redes públicas, que concentram 88% das matrículas da etapa.
No ensino superior, acrescenta a ´Folha´, as restrições ao Fies (financiamento estudantil) e a explosão no número de faculdades de ensino a distância deflagraram uma guerra tarifária entre universidades privadas.
uol

Nenhum comentário