Header Ads

CMCG

Gevisa apreende mais de 120 frascos de chumbinho na Feira Central de Campina



A Gerência de Vigilância Sanitária de Campina Grande (Gevisa) realizou uma ação de fiscalização nesta sexta-feira, 16, na Feira Central da cidade e apreendeu 122 frascos do veneno para ratos conhecido popularmente como chumbinho em um box. O dono do estabelecimento foi autuado.

A Lei Municipal 6.877, que entrou em vigor em janeiro, atende à Lei Federal 4.664/2012, que proíbe a comercialização do veneno agrotóxico conhecido como chumbinho. A Lei Municipal prevê a autuação e multa de até mais de R$ 18 mil e interdição temporária do estabelecimento, podendo cassar o alvará de funcionamento em caso de reincidência.

A fiscalização foi realizada em vários estabelecimentos, mas os agentes só conseguiram identificar que a venda estava sendo realizada neste box. De acordo com a Coordenadora da Gevisa, Betânia Araújo, este é o início de uma série de ações de fiscalização que serão desenvolvidas em estabelecimentos e lojas da cidade, começando pelas feiras.

“Nós fizemos um trabalho de orientação sobre a proibição de comercialização deste produto e agora estamos iniciando as fiscalizações. Essa é a última chance para que os comerciantes deixem de vender o chumbinho, caso contrário, eles serão autuados e as próximas ações terão o apoio da Polícia Civil”, explicou Betânia.

A lei tenta minimizar os crimes cometidos com o chumbinho, principalmente com cães e gatos que são mortos cotidianamente com o veneno. O agrotóxico também representa perigo para crianças e é rotineiramente utilizado por pessoas em depressão que tentam tirar a própria vida ou até tentam envenenar outras pessoas, como já foi registrado em Campina Grande. Os valores das multas aplicadas serão encaminhados para o Fundo Municipal de Saúde.

Nenhum comentário