Header Ads

Apagão atinge ao menos 12 Estados de Norte e Nordeste




Aldo Carneiro/Futura Press/Estadão Conteúdo

Um apagão atingiu todos os nove Estados do Nordeste, além do Amazonas, Pará e Tocantins, na tarde desta quarta-feira (21). Segundo o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), uma "perturbação" na estrutura nacional de produção e transmissão de energia elétrica provocou o desligamento de cerca de 18 mil megawatts --22,5% da carga total do sistema, impactando sobretudo as regiões Norte e Nordeste. 

O corte de energia aconteceu às 15h48. O operador informou que às 16h15 o serviço havia sido normalizado no Sul, Sudeste e no Centro-Oeste. Rio de Janeiro e Goiás também registraram interrupções de energia, mas por um período de até 12 minutos. 

Em entrevista a jornalistas na noite desta quarta, o diretor geral do ONS, Luiz Eduardo Barata Ferreira, afirmou que todos os Estados das regiões Norte e Nordeste foram afetados pelo apagão, com exceção de Acre, Roraima e Rondônia.

Ferreira afirmou ainda que o blecaute aconteceu devido a uma falha em um disjuntor na subestação de Xingu, responsável pelo escoamento da energia gerada pela usina de Belo Monte, no Pará. "Um disjuntor na subestação de Xingu não funcionou de forma adequada. As razões ainda não sabemos, precisamos averiguar", disse o presidente do órgão.

Por volta das 17h30, após quase duas horas de blecaute, a energia começou a ser restabelecida na Paraíba. Segundo a Energisa, empresa responsável pela distribuição no Estado, todos os municípios da Paraíba foram afetados pelo apagão e o retorno da eletricidade acontecia de forma gradual. Por volta de 18h30, a Enel Distribuição Ceará informou que também começou a retomar a energia.

"Perturbação" é o mau funcionamento ou desligamento forçado de um ou mais componentes do sistema. Segundo Edmilson Moutinho dos Santos, professor do IEE (Instituto de Energia e Ambiente) da USP (Universidade de São Paulo), uma perturbação pode acontecer por diversos motivos, como pico de carga, descarga elétrica decorrente de tempestade ou mesmo algum defeito em uma unidade de energia importante, o que acarreta um descarregamento em cadeia. "Falar somente em perturbação quer dizer pouco, porque pode dizer qualquer coisa."

O ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, disse nesta tarde que o apagão foi provocado pela interrupção em uma linha de transmissão da usina de Belo Monte, no Pará. 

"Recebemos no começo da tarde um comunicado do ONS dizendo que caiu uma linha do bipolo de Belo Monte e uma parte do Norte e do Nordeste ficou de fora. Mas a informação que eu tive chegando aqui, ao Congresso, é que já estava começando a ser restabelecidas algumas áreas. Eu não tenho a informação mais precisa, mas que foi uma interrupção numas das linhas de Belo Monte", afirmou Coelho Filho em entrevista à "Radio Jornal".

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, também afirmou que o problema ocorreu em uma linha transmissora de Belo Monte e, "se cai a linha de transmissão, para onde era transmitida a energia, há apagão". Segundo ele, o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, se reuniu, no fim da tarde desta quarta, com equipes da pasta e do setor para trabalhos de recuperação e conexão da linha. Ainda não há prazo para que a energia elétrica seja restabelecida nos Estados afetados.

Ex-presidente da Chesf, o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) também postou na sua conta no Twitter que o problema foi causado por falha nos testes da linha de Belo Monte. 
UOL entrou em contato com a Norte Energia, empresa responsável pela operação da usina hidrelétrica de Belo Monte, e aguarda posicionamento. 
Nas redes sociais, usuários relataram problemas nos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. 

Em Alagoas, a Casal (Companhia de Saneamento de Alagoas) pede que a população economize água. Devido à "suspensão do fornecimento de energia, todos os seus sistemas de abastecimento de água estão paralisados. A água que ainda está chegando às residências é oriunda dos reservatórios", diz a empresa em nota.
A Eletrobras Distribuição Alagoas confirmou a falta de energia no Estado e afirma que um "blackout atingiu toda a região Nordeste na tarde desta quarta-feira". A Companhia Hidrelétrica do São Francisco e a Companhia energética do Rio Grande do Norte também confirmaram a queda de energia. No Rio Grande do Norte, os 167 municípios do Estado foram atingidos. 

Aliny Gama/UOL
Semáforo desligado em Maceió após apagão atingir o Nordeste
Último apagão foi em 2013

O último grande apagão que atingiu o Nordeste aconteceu no dia 28 de agosto de 2013. Na ocasião, a interrupção do fornecimento de eletricidade afetou todos os Estados do Nordeste: Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte, Piauí, Alagoas, Ceará, Paraíba, Sergipe e Maranhão. Os cortes de energia atingiram cerca de 16 milhões de pessoas
O blecaute, segundo o ONS, foi causado naquele ano por queimadas em duas linhas de transmissão no Piauí. O incêndio provocou os curtos-circuitos que resultaram nos desligamentos de duas linhas.  

Diversos apagões também ocorreram no Nordeste em 2012. No último dos blecautes daquele ano, mais de 3,5 milhões de consumidores, em 12 Estados, ficaram sem luz por uma hora.

Uol

Nenhum comentário