Header Ads

CMCG

Deputado Janduhy Carneiro lamenta insegurança no estado e diz que policiais trabalham com coletes vencidos



O deputado estadual Janduhy Carneiro (Podemos) não poupou críticas ao Governo do Estado no tocante à falta de investimentos na segurança pública. Durante o discurso na tarde desta quinta-feira (22) da tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), o parlamentar ainda falou sobre a questão dos coletes balísticos vencidos usados por policiais civis.

“Lamentavelmente os policiais trabalham até com os coletes balísticos vencidos no Estado. Olha a precariedade da segurança pública que aqui é alardeada como sendo com eficiente e de qualidade. Nós não estamos vendo isso aqui na Paraíba essa segurança com qualidade”, criticou o deputado.

Janduhy Carneiro falou da tribuna que, após comprovar denúncia de que policiais civis da Paraíba estavam trabalhando com coletes balísticos vencidos, o MPT expediu uma recomendação ao Estado para que novos EPIs fossem adquiridos.

“Em 2017, o Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) instaurou um inquérito civil (nº 652.2017) para apurar denúncia feita pela Aspol-PB (Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba) de que cerca de 90% dos policiais civis no Estado estariam saindo às ruas desprotegidos, com coletes à prova de balas fora da validade e, portanto, sem eficácia. Conforme a denúncia da Aspol, havia três lotes de coletes em uso, vencidos em 2011, 2014 e 2015”, falou o deputado.

O deputado estadual revelou que os policiais estão desmotivados com a falta de compromisso do governo com a tropa. Para ele, a alta estima da PM está rebaixada.
“Isso é extremamente lamentável. O governo alardeia que tudo está a mil maravilhas, que os policiais estão satisfeitos, não há coletes vencidos, mas que isso não é a realidade na Paraíba. O que há na Paraíba é uma insatisfação e desmotivação da tropa da PM em face justamente de que compromisso assumidos com a tropa, que não foram honrados, como a gratificação de risco dos policiais que expõem suas vidas, mas desde 2010 o governo transmite que irar pagar, mas até agora não cumpriu. A alta estima dos policiais está pra baixo. O princípio da isonomia não é cumprido na Paraíba”, lamentou o deputado.

Nenhum comentário