Header Ads

CMCG

Ministro do Supremo barra acordo feito com delator

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, devolveu a delação do marqueteiro Renato Pereira, que trabalhou para o PMDB, e pediu ajustes nos benefícios concedidos a ele pela Procuradoria-Geral da República, informa o jornal Folha de São Paulo.
Para o magistrado, o acordo foi demasiadamente favorável ao delator. Ele diz que o Ministério Público não pode agir como Judiciário.
A delação premiada de Pereira, que relatou oito casos de corrupção, foi fechada na gestão de Rodrigo Janot. A Procuradoria concedeu perdão ao marqueteiro em todos os casos, exceto nos crimes praticados na campanha para o governo do Rio, em 2014.

uol

Nenhum comentário