Header Ads

Prorrogado prazo para recadastramento de idosos no BPC


Os favorecidos com o Benefício de Prestação Continuada (BPC) terão até dezembro de 2018 para atualizarem seus dados no Cadastro Único (CadÚnico). O prazo, que era até 31 de dezembro deste ano, foi prorrogado por mais um ano pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário. O objetivo é fazer com que os beneficiários se adequem às normas do auxílio, evitando seu bloqueio.
 
O coordenador do Cadastro Único em Campina Grande, Rubens Nascimento, explicou que, apesar da prorrogação, é preciso que se respeite o prazo, não deixando para a última hora a atualização dessa documentação.
 
Para o recadastramento ou inscrição no CadÚnico é preciso levar ao CRAS os seguintes documentos originais: CPF (obrigatório para todos os membros da família) ou título de eleitor do responsável pela Unidade Familiar e qualquer documento das outras pessoas da família (certidão de nascimento, certidão de casamento, RG, CPF, título de eleitor ou carteira de trabalho). O cadastro deve ser atualizado, no máximo, a cada dois anos ou quando houver alteração nas informações declaradas no último cadastramento.
 
Rubens Nascimento lembrou que o idoso que apresente problemas de locomoção pode enviar os documentos, por uma pessoa de sua família, para que o recadastramento seja feito.
 
BPC - O Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) é um auxilio social federal, que paga o valor de um salário mínimo aos idosos (com mais de 65 anos) e também aos deficientes (de qualquer idade por meio de avaliação médica e social do INSS que evidencie impedimentos de longo prazo, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial), desde que em situação de pobreza e que a renda familiar não ultrapasse ¼ do salário mínimo.
 
O beneficiário não pode estar recebendo outro benefício da Previdência Social. Mais informações são fornecidas por meio do telefone (83) 3310-6373.

Nenhum comentário