Header Ads

Aguinaldo Ribeiro, Rômulo Gouveia e Hugo Motta são os mais faltosos da bancada paraibana na Câmara


O ano legislativo de 2017 acabou, mas deixou uma marca no tocante a assiduidade dos deputados federais mais faltosos. Das 119 sessões deliberativas realizadas ao longo do ano na Câmara Federal, o deputado federal mais faltoso, foi o líder do governo do presidente Michel Temer (MDB), o paraibano Aguinaldo Ribeiro (PP).

O líder do governo, Aguinaldo Ribeiro (PP) foi o mais ausente. Das 119 sessões deliberativas realizadas ao longo do ano, ele participou apenas de 74, justificando ausência em 42 ocasiões. O presidente estadual do PSD, Rômulo Gouveia, foi o segundo mais faltoso, mas justificou 32 ausências. O parlamentar esteve presente em 87 sessões.

O deputado federal Hugo Motta (MDB) foi o terceiro mais faltoso, ele compareceu a 91 das 119 sessões deliberativas. Wellington Roberto (PR) marcou presença em 95 sessões. Benjamin Maranhão (SD) compareceu a 100 sessões. André Amaral (PMDB) se ausentou em 16 sessões, justificando seis faltas e deixando de justificar em dez sessões. Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) marcou presença em 104 sessões. Damião Feliciano (PDT) e Wilson Filho estiveram presentes em105 sessões na Câmara Federal em 2017. Pedro Cunha Lima (PSDB) e Efraim Filho (DEM) estiveram presentes em 109 sessões e Luzi Couto (PT), esteve em 119 sessões.

O ano legislativo no Congresso foi marcado por denúncias contra o presidente Michel Temer e pela pressão da base de sustentação do governo por cargos e liberação de emendas, que ditou um ritmo mais arrastado no segundo semestre.

Nenhum comentário