Header Ads

Rapidinhas 13/11/2017


Batendo cabeça 
Desde que o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues decidiu silenciar sobre seus próximos passos, principalmente no que se refere as eleições do ano que vem, que seus aliados e opositores andam batendo cabeça, tentando adivinhar o que se passa na cabeça tucana do mago campinense. 

Batendo cabeça II
Em, especial a deputada estadual, Daniella Ribeiro, filha do vice-prefeito, Enivaldo Ribeiro que aparenta estar eufórica com a possibilidade de afastamento do prefeito.

Sonhar, pode... 
Não é pecado Afinal, não é de hoje que Daniella sonha em ser prefeita de Campina Grande, mesmo que seja por tabela.

Provocações
Talvez, pensando nisso, a deputada tenta desenfreadamente provocar desentendimentos à atual gestão e se sair como a “independente”, mesmo estando mergulhada cabeça, tronco e membros na PMCG.

Filme que se repete 
O filme que Daniella protagoniza é o mesmo de quando desejou sair candidata a vice, em 2010, na chapa encabeçada por Ricardo Coutinho. A diferença é que lá, Coutinho deve ter dado logo um coicinho para ela entender seu lugar. Já o mago de CG é diplomático!

Sede de poder 
No seu apogeu, como filha do atual vice-prefeito de Campina Grande, após a vitória tucana na Rainha da Borborema, Daniella exigiu logo um camarote exclusivo para ela no Maior São João do Mundo, esbanjando, durante os 30 dias de festa, pujança, supremacia e ostentação.

Quero mais... 
Em seguida, mirou na Secretaria de Obras, hoje ocupada por sua prima, Fernanda Ribeiro, sem contar a vaga de vereador, do segundo mais bem votado na cidade, para seu filho, Lucas Ribeiro

Quero mais II 
Logo depois, levou a público a imposição à vaga da Secretaria de Desenvolvimento Econômico para uma familiar sua.

Tacanhice
No alto da sua excessiva tacanhice, chega a sustentar que a vitrine da atual gestão, o Aluízio Campos só está sendo possível, graças ao seu irmão, deputado federal, Aguinaldo Ribeiro, aquele mesmo que a Procuradoria Geral da República aponta como controlador de distribuição de propina.

Empenhar não é Executar 
Deputada, empenhar verbas não quer dizer EXECUTAR. Se quem as recebe não tiver capacidade de administrar e de fazer de fato o que se propõe, nada acontece e eis a Lava Jato como prova inconteste deste fato. ISSO PRECISA SER DITO.

Presunção 
E, agora, mais recentemente, a deputada chegou a dizer que Romero não teria sido reeleito no primeiro turno sem o apoio do seu partido. Oi?

Presunção II
Quem tem poder para sustentar a reeleição de um prefeito, deveria ter no mínimo o mesmo poder para eleger um filho vereador, o que definitivamente não ocorreu.

Fato 
A reeleição do mago campinense definitivamente se deu pelo trabalho realizado, por sua humildade e atenção ao povo de Campina Grande e não por apoio do PP, deputada. Não fosse isso, sua gestão não teria mais de 80% de aprovação

Nenhum comentário