Header Ads

PP quer Ministério das Cidades e paraibano Aguinaldo Ribeiro é cotado para voltar à Esplanada


O governo iniciou o desembarque do PSDB pela pasta que mais verbas tem para investimento: Cidades. Poucas horas após a cerimônia de entrega dos primeiros cartões reforma, o ministro Bruno Araújo entregou a carta de demissão ao presidente Michel Temer e iniciou a saída dos tucanos. A pasta é alvo de cobiça do PP, que já comanda a Caixa Econômica Federal, principal financiadora dos programas Minha Casa, Minha Vida e Saneamento Básico. Já o PMDB quer desalojar Antonio Imbassahy da Secretaria de Governo.
No Congresso, a bolsa de especulações é alta. Comenta-se que o atual líder do governo, o paraibano Aguinaldo Ribeiro, poderia retornar à pasta que já ocupou durante o governo Dilma Rousseff (PT). O presidente da Caixa, Gilberto Occhi também é citado como possível ocupante das Cidades.
Para o lugar de Aguinaldo na Câmara iria o atual líder do partido, Artur Lira (AL). Mais do que promover a saída do PSDB, o governo quer sinalizar a disposição de atender a base para tentar aprovar a reforma da Previdência na Câmara antes do recesso parlamentar, que começa em 22 de dezembro. A dúvida é se o Planalto vai bancar duas pastas robustas para o PP, que também tem o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Com Correio Braziliense (BlogdoGordinho)

Nenhum comentário