Header Ads

Um mês após tragédia, causa do acidente que vitimou Salomão Gadelha continua sem resposta; família revela sua versão sobre o culpado da colisão


O acidente automobilístico do dia 25 de novembro, que vitimou fatalmente o ex-prefeito de Sousa Salomão Gadelha, na BR 230, entre as Cidades de São Bentinho e Pombal, continua sem uma explicação plausível e oficial.

Algumas teorias vêm sendo cogitadas com relação à tragédia. Para alguns, o político foi acometido de um mal súbito, para outros ele foi vítima de um defeito mecânico. Ainda há os que defendem uma falha humana, em decorrência de alta velocidade, porém, até o presente, não se sabe ao certo o que ocasionou o acidente. A família chega até a levantar a hipótese de falha do condutor da camionete do Ibama envolvida na colisão.

Lafaiete Gadelha, filho do ex-prefeito Salomão Gadelha, confessou achar muito estranho a forma como se deu o fato e, por isso, contratou um perito particular para elaborar o laudo técnico para confrontar as informações da Polícia Rodoviária Federal que, segundo ele, “não falam muita coisa sobre o assunto”.

Outra questão foi levantada a Lafaiete: o ex--prefeito vinha falando ao telefone no momento do ocorrido? Como resposta, ele informou que o celular de seu pai foi achado em seu bolso, o que põe por terra a hipótese. Outro fato, desta vez de âmbito técnico, comprova que o uso do aparelho não foi a razão: sua operadora de telefonia não emite sinal no local.

A investigação particular deve ser crucial para o desfecho do misterioso acidente Acredita-se que ele também deverá apontar a razão que levou os carros a pararem na posição que estava, e mais: porque o veículo conduzido por Salomão não ter sido danificado com mais destaque na frente, já que se supõe que a colisão foi frontal. Outro detalhe vem intrigando a população de Sousa: por que o veículo bateu de forma tão brusca de traseira?

O veículo do ex-prefeito sousense permanece no Pátio da Policia Rodoviária Federal na Cidade de Pombal aguardando o resultado das investigações.


Simone Duarte

com Folha do Sertão

Nenhum comentário