Header Ads

Secretário de Vené rebate afirmações de Rômulo e dispara: “Além da falta de empenho, ele não tem prestígio para conseguir verbas para CG”


Em entrevista exclusiva ao Portal PB Agora, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande, Gilson Lira declarou que os argumentos usados pelo vice-governador eleito no pleito deste ano, Rômulo Gouveia (PSDB) para justificar a ausência de emendas de sua autoria para a Prefeitura Municipal (PMCG) são, no mínimo, duvidosos.

Para o secretário o que falta ao parlamentar é empenho, fato este que está repercutindo mal para a cidade bem como para os campinenses. Gilson questionou a justificativa de que a Prefeitura estivesse inadimplente e disparou: “Por que, então, Luis Couto e Vitalzinho conseguiram trazer verbas para Campina Grande e Rômulo não?”.

“Não sei a quais pendências da Prefeitura de Campina Grande, Rômulo se refere para justificar sua falta de empenho para com a cidade que ele e seu grupo diz trabalhar”, frisou.

Gilson Lira assegurou que a PMCG não tem nenhum tipo de pendência com o Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI). “O que falta a Rômulo Gouveia além do seu empenho, é prestígio para conseguir liberar emendas para Campina. Ele continua zerado com a Prefeitura. Nunca conseguiu nada para a Cidade”, declarou.

Para Gilson, o discurso feito durante as campanhas de que teria que acabar com as brigas políticas no Estado é demagogo e eleitoreiro, “afinal de contas, a realidade é que ele não simpatiza com o prefeito Veneziano e, pior quem está pagando por isso é o povo, aquele mesmo que o elegeu”, finalizou.


Simone Duarte

Nenhum comentário