Header Ads

Por que estudar...

Sei que é chato apontar o dedo ou criticar alguém, principalmente quando este é colega de profissão, mas há situações que não passam despercebidas, a exemplo da que eu tive o ‘desprazer’ de ser expectadora na tarde desta segunda-feira (06). Sem falar em alguns portais e blogs que passaram a semana fazendo sensacionalismo com a Peça Usufruto de Lúcia Veríssimo para adquirir acessos, quando o mais importante é conteúdo.

A atriz global Lúcia Veríssimo foi à entrevistada do programa Correio Debate, da 98 FM. Até aí tudo bem, se não fossem os foras consecutivos protagonizados pelo radialista e âncora do programa Fabiano Gomes. Por vezes ele se enrolou durante a entrevista, não tinha conhecimento dos papeis que a atriz já havia protagonizado, não sabia das novelas e ao que parece não sabia nem quem era a atriz.

Diante de ‘tal desconhecimento’, o radialista chegou a culpar no ar, por várias vezes, a produção do programa e a assessoria da atriz que, segundo ele, foram as responsáveis pelas informações ‘truncadas’. Lúcia está na Paraíba, no Teatro Paulo Pontes encenando uma peça na Paraíba intitulada “Usufruto”.

A peça, segundo entrevistas concedidas por Lúcia Veríssimo, nasceu durante a novela América (2005). Inquieta pela intensa programação de gravações de rodeio durante a madrugada, ela foi incentivada pelos colegas de elenco Rafael Calomeni e Gabriela Duarte. Quase cinco anos depois ela encerrou o contrato com a Globo e canalizou todas as energias em "Usufruto".

A direção é de José Possi Neto, irmão da cantora Zizi Possi, que já dirigiu inclusive um espetáculo de comemoração de 25 anos de carreira da cantora Maria Bethânia. No palco, Lúcia e o ator André Fusko encenam a intimidade do encontro inesperado entre um homem e uma mulher desconhecidos num apartamento vazio.

A história se passa num apartamento à venda. Nele se encontram uma mulher sedutora de 50 anos e um jovem arquiteto conservador de 30 anos. Eles disputam à compra do imóvel, e ela propõe um jogo da verdade, no qual o perdedor desiste. Essa relação reúne em cena duas fortes personalidades: uma mulher misteriosa e decidida a conseguir o que quer e um jovem homem que tenta realizar um sonho jogando sinceramente.

As informações acima foram extraídas da própria assessoria da atriz. Algo fácil e rápido que qualquer apresentador poderia, por si só, ter o mínimo de responsabilidade de saber. Vale ressaltar que as ‘tiradas’ realizadas em programas onde o apresentador é peça fundamental só faz enriquecer o conteúdo apresentado. Um exemplo claro é Jô Soares, CQC, Pânico na TV, Jornal Hoje, Jornal Nacional, Jornal da Record..etc.

Quando um ator é escalado para um papel ele faz um ‘laboratório’ e quando um jornalista tem uma pauta ele pesquisa para não cometer gafes. Talvez seja por essas e por outras que a Paraíba é tão hostilizada no Sul do país: FALTA ESTUDAR.

Talvez seja por essas e por outras que devemos requerer e lutar para que nosso diploma de Jornalista volte a vigorar!!!

Para o radialista vai uma dica: A vida e a arte de Lucia Veríssimo está no link abaixo

GOOGLE: LUCIA VERISSIMO (BUSCAR)



Simone Duarte

Nenhum comentário