Header Ads

PERSEGUIÇÃO: assessores diretos de Damião Feliciano decidem intimidar jornalistas que noticiaram a atitude do parlamentar de preterir a PB e destinar emenda para PE

Uma informação obtida com exclusividade pelo blog dá conta de que os assessores diretos do deputado federal reeleito, Damião Feliciano (PDT), iniciaram uma verdadeira chantagem mental contra os jornalistas e veículos de comunicação da Paraíba que repercutiram a atitude do parlamentar em encaminhar uma emenda de R$ 100 mil para Pernambuco. O fato gerou polêmica, já que o Estado vizinho tem 25 parlamentares federais, enquanto a Paraíba tem apenas 12.

A pergunta que não quer calar é: Por que, em meio a tanta pobreza existente na Paraíba, Damião Feliciano foi se preocupar justamente com o Estado vizinho? O fato é que os assessores, possivelmente a mando de Feliciano, estariam ameaçando os jornalistas com o argumento de operar nos bastidores do futuro Governo Ricardo Coutinho (PSB) para ‘barrar’ qualquer tipo de ‘benesses’ ou aproveitamento no futuro na área de Comunicação.

A estratégia é mexer diretamente no bolso. Na Paraíba, vários veículos de comunicação dependem de patrocínios para manter uma estrutura de repórteres, fotógrafos, material de expediente, carro de reportagem, etc. Existem também os jornalistas que conciliam trabalhos de assessorias nas Secretarias do Governo do Estado, como uma forma de ampliar a renda e é nesse ponto que os assessores de Feliciano estão prontos para atacar.

“Quem tiver falando mal de Damião Feliciano ou repercutindo a notícia de que ele destinou uma emenda de R$ 100 mil para o Estado de Pernambuco vai ser perseguido”, teria alardeado um dos assessores do parlamentar.

Na Paraíba, alguns políticos já intitularam a atitude como “A EMENDA DA DISCÓRDIA”. Vale salientar que o Estado de Pernambuco foi um dos mais beneficiados pelo Governo Lula e não precisava da ‘caridade’ de um deputado da Paraíba.

Simone Duarte

Um comentário: