Header Ads

DESDOBRAMENTO: parlamentar do PMDB endossa declaração de José Maranhão sobre ‘desfalque’ de um vice de Campina Grande e ataca família Vital



DESDOBRAMENTO: parlamentar do PMDB endossa declaração de José Maranhão sobre ‘desfalque’ de um vice de Campina Grande e ataca família Vital
Ainda a respeito da derrota do atual Governo em Campina Grande, no pleito deste ano, o vereador Fernando Carvalho (PMDB) declarou na manhã desta terça-feira, (07), em entrevista exclusiva ao Portal PB Agora, que não só endossa as palavras do governador José Maranhão (PMDB), como acrescenta sobre os irmãos Vital: “Já que um deles não queria assumir a vice que tivesse ao menos indicado um nome para compor a chapa junto a Maranhão”

Carvalho complementou: “Campina já tem sua importância na política do Estado e já provou que é decisiva. Não é possível que só prestem os políticos que pertencem a uma única família, que estejam apenas naquele seio familiar. Campina tem bons nomes e um deles poderia ter sido indicado a vice de Maranhão. Sem sombra de dúvidas essa atitude deveria ter sido tomada por Veneziano ou por seu irmão Vital do Rego”.

Fernando acrescentou que desde o início da gestão Veneziano Vital, que apresentou seu nome para compor o Executivo e até hoje continua à disposição do prefeito de Campina Grande. Carvalho disse ainda que esteve com o prefeito essa semana e se posicionou a respeito de um possível remanejamento na composição do seu secretariado.

O vereador finalizou dizendo que em conversa com o prefeito Veneziano, colocou o desejo de assumir um cargo no Executivo, diante da preocupação do chefe do Executivo em trazer de volta à Casa de Félix Araújo, o suplente Perón Japiassú. "Eu disse ao prefeito que estou à disposição para assumir uma vaga no Executivo, já que precisamos contemplar o PT com a volta de Perón à Câmara", disse Carvalho, que já dá sinais de aprofundar o diálogo com o PT, em torno da sucessão. "Estou mais que preparado para seguir em frente na disputa à PMCG”, concluiu.

Quanto à reacomodação nos cargos, embora o prefeito tenha negado a reforma, ela será inevitável no início do próximo ano. Especula-se a volta de Juraci Félix Júnior, para comandar a secretaria de Administração ou a AMDE, Derlópidas Neves, de volta ao comando da STTP, a petista Socorro Ramalho, que poderá assumir a Secretaria de Assistência Social novamente, além da Urbema, onde o secretário Tico Lira é o mais cotado para reassumir a presidência do órgão. Há também a vaga do secretário adjunto de Saúde, onde o nome mais forte é o do médico João Menezes.

 

Simone Duarte



Nenhum comentário